sexta-feira, 13 de março de 2015

Ociosidade leva ao pecado

 

“Na primavera seguinte, época do ano em que os reis costumam sair para a guerra, Davi mandou que Joabe, os seus oficiais e o exército israelita fossem atacar os inimigos. Eles venceram os amonitas e cercaram a cidade de Rabá. Mas Davi ficou em Jerusalém. Uma tarde Davi se levantou, depois de ter dormido um pouco, e foi passear no terraço do palácio. Dali viu uma mulher muito bonita tomando banho”. 2 Sm 11.1,2

Davi “ficou em casa”; “se pôs a dormir à hora da tarde”, “levantou-se do seu leito”. O grande guerreiro que enfrentou o leão, o urso e o gigante, agora se comprazia em ficar em casa enquanto seus soldados davam o sangue em campo de batalha. Todos tem o direito de descansar. Mas, tudo tem seu tempo (Ec 3.1). Descanso fora de hora se chama ociosidade. Davi relaxou com a disciplina que costumava ter. Ele estivera presente em várias campanhas militares vitoriosas. Talvez ele não tenha julgado sua presença necessária na batalha, afinal Joabe, seu capitão, era muito competente à frente do exército. Quem sabe Davi chegou a pensar que era hora de tirar umas férias. É ai que mora o perigo!

É na hora da ociosidade que satanás prepara suas armadilhas, pois acha um dos elementos mais eficazes para isso: uma mente vazia. Enquanto “passeava”, viu uma mulher se banhando, e esta era formosa à vista (2 Sm 11.2). Este passeio custou muito caro a Davi. Levou-o à tentação, à cobiça da mulher do próximo e, por fim, ao adultério. Davi perdeu o autodomínio. É desta forma que acontece com muitos servos de Deus. É no momento que se encontram com tempo de sobra que eles sobem ao terraço da internet e ali encontram coisas bem piores que uma mulher se banhando. É na hora da preguiça que pegam o telefone e ressuscitam pessoas que deveriam estar mortas em seus corações. É na hora do “descanso merecido” que começam a chocar os ovos do pecado em suas mentes.

O pecado da cobiça leva o homem ou a mulher a perder o domínio e a ficar sob o desejo da carne. O “passeio de Davi”, mesmo em seu palácio, levou-o à cobiça da mulher de Urias, um de seus mais valentes soldados, que estava no campo de batalha lutando por Israel e por Davi. Bateseba fora tomar banho, sem o menor temor de ser vista por um homem, pois aquela não era hora de homem nenhum estar em casa. Mas, Davi estava no lugar certo, na hora errada. E, como um abismo chama outro abismo, o que começou com um olhar, caminhou para uma busca de informação acerca da bela mulher. Mesmo sabendo que se tratava da esposa de seu soldado, Davi mandou chama-la. Sabe como é, “só para conhece-la”. Sabemos onde aquilo foi parar. O que começou com uma soneca, terminou na tragédia da vida de Davi.

Tomemos cuidado com a ociosidade e saibamos aproveitar bem nosso tempo a fim de que o pecado não ache lugar em nós através desta porta. O relaxo e a preguiça tem sido o início de tristes histórias de destruição de carreiras espirituais e de famílias, regadas a muita dor e vergonha. Sejamos, pois, vigilantes.

Pr Edmilson

2 comentários

Postar um comentário

Faça o Pr Edmilson feliz: Deixe um comentário respeitoso, gentil, edificante e construtivo. Algo que enriqueça o que foi dito.
Agradeço o tempo que você gastou ao deixar algumas palavras aqui.



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

BlogBlogs.Com.Br